Não tem pra ninguém!

seleção2

Nem Rússia, nem Sérvia e nem juiz ladrão conseguiram tirar do Brasil o oitavo título da Liga Mundial de Vôlei, disputado em Belgrado, capital da Sérvia.

As expectativas não eram muito boas, já que o Brasil perdeu nas semifinais das Olimpíadas de Pequim, em 2008 e, depois disso, passou por uma reestruturação. Da seleção campeã de títulos consecutivos nos últimos anos, apenas Giba, Rodrigão e Serginho permanecem no time.

O Brasil começou muito bem, terminando a primeira fase em primeiro colocado no grupo. As “surpresas” começaram na semifinal. A Rússia, temendo enfrentar a jovem seleção de Cuba, escolheu jogar contra o Brasil nas semifinais, julgando nossa seleção como mais fraca. Para o azar e arrependimento dos russos, nossa seleção ganhou a semifinal de 3×0.

Como nas semifinais a seleção da Sérvia ganhou de Cuba e o Brasil ganhou da Rússia, a final acabou sendo Brasil x Sévia, a mesma de 2005.

brasil1

O jogo foi pegado, muito disputado, difícil. Miljkovic virou praticamente todas as bolas.

Não bastasse a dificuldade do jogo por si só, tivemos mais um obstáculo: o juiz. Apesar de ser holandês, o árbitro roubava na cara dura. Houve um lance em que a bola caiu um palmo dentro da quadra, mas ele apitou fora. Porém, o mais gritante dos “equívocos” foi quando a bola encostou em Miljkovic antes de cair no chão, após o bloqueio. O juiz, na maior cara lavada, sinalizou que a bola não havia encostado no jogador sérvio.

 Aí o circo pegou fogo. Bernardinho, que já é irritado por natureza, se irritou dez vezes mais, ficou indignado. Os locutores, os jogadores e a própria tv sérvia que transmitia o jogo parecia não acreditar na atitude do árbitro.

Até que resolveram tomar uma atitude inédita na história do vôlei: os mesários chamaram os árbitros pra conversar e, depois de alguns minutos, o juiz holandes voltou pra cadeirinha dele e voltou atrás, dando o ponto para o Brasil.

Mas o jogo continuou difícil. Ambas as equipes ganharam 2 sets e o jogo foi para o 5º set. E Bernardinho mostrou mais uma vez porque é considerado o melhor técnico do mundo: o Brasil venceu o último set e nos tornamos oito vezes campeões da Liga Mundial de Vôlei.

O oposto Leadro Vissotto (ou Leandrão) foi o maior pontuador da partida e o líbero Serginho foi eleito o MVP (jogador mais valioso) do campeonato.

Pela oitava vez… Parabéns, Brasil!

trem

1 Response to “Não tem pra ninguém!”


  1. 1 Cindy 31/07/2009 às 16:39

    Mas arrasamos na aula de pilates rs
    Mas hoje estou com A dor hahahhaha


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s





%d blogueiros gostam disto: